Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIBERDADE

A liberdade incomoda a quem não arrisca. Incomoda quem não vive por si próprio com medo do que os outros vão pensar ou do que vão dizer porque não conhecem. As pessoas julgam, criticam e não compreendem o que motiva quem é livre. Como tudo na vida, a liberdade tem consequências. Saber que essa liberdade não tem preço e não arriscar por medo dessa liberdade é pior. Liberdade de pensamento, de ir, de partir, de arriscar, de sentir. Sentir que somos capazes de fazer aquilo que queremos, aquilo que desejamos e não porque a sociedade quer que nós façamos. Liberdade é sermos nós próprios, despidos de julgamentos, sermos verdadeiros nus e crus como devemos ser. Liberdade é não termos medo de nossas emoções nem sentirmos medo que estamos sonhar. Liberdade é desapego. Liberdade é sermos inteiros de corpo e alma onde nos sentimos em casa. Não precisamos de criar máscaras perante os outros. Não precisamos de ser aquilo que vocês querem que sejamos. Temos é de ser felizes. A liberdade e a felicidade são dois conceitos que incomodam.

AMOR PRÓPRIO

Mulher decidida não tem de dar satisfações a ninguém. Mulher decidida sabe o que quer e o que não quer. Mulher decidida sabe quem quer e quem não precisa para ter a seu lado. Mulher decidida luta pelos seus sonhos e objetivos e não os deixa de fazer ou conquistar. Mulher decidida vai sozinha porque mais vale só do que mal acompanhada. Mulher decidida não tem medo da sua própria companhia, de enfrentar os seus pensamentos porque não passam disso mesmo: pensamentos. Não a definem. Não são a sua essência. São obstáculos que aparecem na sua mente para provar do que é capaz. Mulher decidida não quer guerras com ninguém. Quer chegar a casa, ouvir o silêncio, pôr-se confortável e desfrutar da sua própria companhia porque ela é dona de si. Não pertence a ninguém mas quer pertencer ao mundo. Quer pôr em prática o que sonha, ambiciona sem se importar com a opinião dos outros porque não passam disso: opiniões. Não sabem que ela vive, o que ela pensa e principalmente o que ela sente. Quer chegar ao final do dia com sorriso no rosto porque tem orgulho de si própria. Há melhor coisa do que amor próprio? Todos vão. Todos desistem. Não te permitas ser dos que desistem. Não de ti.

PESSOA CERTA

Fica com alguém de verdade. Fica com alguém que não tenha vergonha de te assumir. Fica com alguém que se preocupa contigo. Que te ouve. Que cuida de ti, apesar de teres de ser a primeira a fazê-lo. Fica com alguém que queira partilhar sonhos e desejos contigo. Fica com alguém que te agarra sem te sentires sufocada. Fica com alguém que faça de ti prioridade e não só quando lhe dá jeito. Fica com alguém que possam ser ambos vulneráveis mas fortes quando se juntam. Fica com alguém que te compreenda e não julgue. Fica com alguém que reconheça a pessoa espetacular que és sem te querer mudar. Fica com alguém que olha para ti como se estivesse a enfrentar a primeira vez. Lê-te os olhos e os sinais do corpo como um poeta e um pintor que presta atenção aos pormenores. Fica com alguém que te ame mesmo sem o dizer. Para e responde para ti: tens a certeza que a pessoa que estás a pensar é esse alguém?

TU

Os outros vão partir. Os outros não te vão ouvir quando gritares. Os outros não te fazem uma chamada ou enviam uma mensagem só porque tu o fizeste. Porque cada um dá o que quer. Não cries expetativas porque serão essas que te irão iludir e caíres em tristeza. Não por ti mas por os outros não reconhecerem o teu valor. Tu tens valor. Tu és merecedora de tudo de bom. Não deixes que um passado te faça duvidar de ti. Exige de ti. Não esperes dos outros. Certifica-te que nunca desistes de ti, mesmo que queiras desistir de tudo. Evolui de tal maneira que não te reconheçam mas que a essência seja a mesma. Escolhe a luz num mundo em que as trevas aparecem para te testarem. Escolhe-te a ti. Sê a tua primeira prioridade.

IR

A vontade de ir ter a este destino é grande. Onde a tranquilidade e a simplicidade se juntam. Onde acordamos com a natureza e vamos dormir cedo com ela. Onde só se conhece paz, amor e gratidão. Onde você ti anda de mãos dadas com a partilha, a bondade e o autocuidado. Onde não há julgamentos procrastinação e cobranças. Onde podemos ser mais sendo menos, onde não é preciso exigir porque tudo vem ter connosco se realmente merecemos. Onde há calma, viver o presente sem pressas do que iremos fazer amanhã. Porque só hoje importa o que tu queres. Importa o descanso. Onde parar importa. Onde tu importas. Sempre.

AMOR E SILÊNCIO

Sabes aqueles dias que parecem não terem fim? Naqueles dias que só me apetece chegar a casa. Deitar-me para cima da cama e só querer dormir. Tive essa vontade há meses. Passou. Porque tu apareceste. Porque nos dias de merda, chegar a casa e encontrar alguém que nos desarma, que nos fortalece é mostrar quem manda: eu porque estou rodeado de amor. Não falo quando chego e tu com um olhar percebes as coisas. Afagas-me o cabelo e beijas-me como quem diz que não há espaço para energias negativas quando estamos no nosso universo. Só há lugar para a magia. As trevas querem dar luta mas com a nossa luz, estas não conseguem chegar. Acendo um cigarro e tu olhas-me como quem diz: quando quiseres fala. Não há pressões. Nessa noite não quis falar e tu apenas estiveste lá. O nosso silêncio foi confortável porque eu sabia. Nós sabíamos. E a melhor parte era que contigo sei que posso falar ou haver silêncio mas o amor está lá sempre. Porque também é possível falar sem dizer nada. Beijaste-me antes de ires dormir e segui-te de mão dada. Só me abraçaste e como esse abraço foi tudo. Tudo o que precisava. E com o teu toque foi suficiente para os problemas ficarem sem importância. Tudo o que importa estava ali: o amor e o silêncio.

CONFESSO

Às estrelas. À lua. Ao universo. Os meus sonhos. Os meus desejos. O que me faz feliz e agradeço cada dádiva que recebo. É a este universo gigante que partilho o que mais me alegra e mais me entristece. As pessoas vão e vêm. Hoje dão-te toda a atenção que mereces, amanhã não sabem que existes. Hoje és uma querida pessoa, amanhã não és bem falada pelas costas. Na Natureza me refugio. Me encontro. Sou eu mesma. Dona de mim mesma. Sem preconceitos. Sem julgamentos. Onde posso estar descalça e sentir cada pedaço de relva nos pés ou cada grão de areia a deslizar nos dedos dos pés. Sinto a chuva como benção dos céus e aqueço a alma com cada raio de sol. Confesso que é na Natureza que me sinto em casa, não fosse membro desta. Habitante de mar mas precisa da terra para equilibrar. Porque é tudo uma questão de equilíbrio. Precisamos da Natureza? Sem dúvida. Precisamos dos humanos? Há alguns (mas poucos) que valem a pena.