Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

"A GENTE NÃO PRECISA DE TIRAR A ROUPA PARA FAZER AMOR"

427b4bb607bac834eadad5829cc57e68.jpg

De todas as formas que existem de te dizer que gosto de ti, são nos gestos e nas atitudes que prefiro demonstrar porque são estas que ficam. E outro maneira que gosto é de te ler corporalmente. 
 Umas das coisas que fazemos é trocar olhares. Um olhar que diz tudo e compreende. Não precisa de haver diálogo porque as palavras não chegarão.
 Ouvimos os nosso dizeres e saberes e com risos e sorrisos também respondemos.
 Umas minhas memórias favoritas é em viagens. Porquê? Porque pode voltar a haver assunto sobre tudo e sobre nada. A música acompanha-nos. Cada uma que toca, sabemo-la de cor e voltamos a olhar um para o outro enquanto cantamos. E encantamo-nos um com o outro. Quando simplesmente disfrutamos do nosso silêncio, apenas ouvimos cada acorde, damos as mãos. Brincamos com os nossos dedos. Entrelaçamo-los. Apertamos as mãos como se não nos quisessemos separar e ainda ainda disfrutamos de pequenas festas com os dedos entrelaçados. Sorrimos, olhando um para o outro e só penso no frio do estômago que é confortável. É abrigo, é onde me sinto e é confortável. Sinto-me bem. Contigo. Seja em silêncio ou a falar. Seja a pé ou de carro. Porque está tudo ali e o nosso amor.