Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CASA

2b1baf678b83aa63cde8da1e4bb6aa07.jpg

O quanto gostamos de ter a nossa casa limpa? Asseada? Cuidada? Organizada? Livre de sujidades?
 Penso que responderias "gosto muito" ou "não vivo sem organização."
 E que tal começares a pensar assim contigo própria? Sobre teres uma mente com todas estas características. Pois é no teu corpo onde vives. É um templo que devemos manter respeitado e limpo de quaisquer angústias ou desorganizações. Também é na tua mente que vives. Cuida dela e sê gentil com ela. Escolhe amar-te e ao fazeres-lo não irás desrespeitá-la. 
 Sabes quando falamos para os nossos familiares e amigos de maneira simpática e quando eles estão com pensamentos negativos ou à procura de respostas? Nós apoiamo-los e dizemos palavras amigas e de consolidação. Porque não fazes isso contigo principalmente? Alimenta-te de positividade e trata da tua mente e corpo como ninguém, porque tu és a tua melhor amiga. É contigo própria que acordas e deitas. És tu que vives, ninguém fá-lo por ti. És tu que ages. Que tomas decisões.
 Quando essa casa, a tua casa estiver como deve ser (com muito trabalho, disciplica, foco, amor próprio), aí deixas entrar as pessoas na tua casa. Porque o segredo é primeiro o amor próprio, e depois o recíproco. Deixas os familiares e amigos aproximarem-se e saberás escolhê-los bem. Sabes porquê? Porque te amaste primeiro e então ensinaste os outros como tu te amas. E quando amares o outro, não te esqueças de amar a ti primeiro. Porque quando o outro partir, és tu que te manténs.