Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHEGAR CONTIGO ONDE NINGUÉM CHEGOU

b01a7afca9498c7a2425310a351ffaef.jpg

Numa noite de céu estrelado,  contemplá-lo e nada mais importava. Nós e aquele momento. O céu era a nossa imagem de fundo e as estrelas as nossas testumunhas. 
 Falámos do cósmico, dos nossos signos, das nossas crenças, do oculto e como o Universo nos fascinava. Confessámos que era interessante ter alguém com quem falar destes temas e como as pessoas não sabiam apreciar e cuidar do nosso Mundo. Esta magia tem mais do que se pensa. Nós compreendíamos e era o que interessava. Compreendíamos e muito mais.
 Não precisávamos de aprovações vindas de fora porque estavamos mais do que aprovados os nossos sentimentos. E nada é tão mais nosso como o que acreditamos. E nós acreditamos nisto. É para nós que tem de fazer sentido. Nós é que vivemos e lutamos para que dê certo. O resto? Não interessa.
 Enquanto o assunto era a Lua, aproximamo-nos e beijamo-nos. Não precisava de dizer que era noite de Lua Cheia pois o lobo chorou de tristeza por não beijar a Lua também.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.