Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lembra-te de Mim

Lembra-te de Mim

COMO

Já não quero saber como te esqueceste tão rápido dos nossos dias. Como pudeste ser tão frio em dias quentes. Como rejeitaste cada olhar e sorriso que te dava. O que mudou quando nada parecia ter mudado. O que te faz não me quereres mais. Como é que alguém pode ser tão insensível aos carinhos que recebe? A quem pensava que dava o suficiente mas até hoje não sei o que é para ti. Não te consigo ler nas entrelinhas quando eras dos meus livros favoritos. Já não és da minhas personagens preferidas nem dos cenários entras. O que dizes aos outros quando perguntam por mim. Queres saber o que digo de ti? Não irás saber. Já vai o tempo em que te contava tudo. Perdeste esse direito se é que alguma vez o mereceste. Foste uma lição mais do que aprendida para não ter de voltar a repetir.